Reuniao_2

FCA FATO-CAUSA-AÇÃO

Quais lições podem ser aprendidas com os erros que cometemos?

É comum desenvolvermos projetos que possuam erros e imprevistos, mesmo quando partimos do pressuposto de repetir algum projeto pronto, sempre estaremos suscetíveis a erros. Para mitigar estes riscos até porque dependendo da decisão ou até mesmo do projeto um erro pode nos custar muito, e para evitar que isso ocorra vou ensinar duas técnicas para que possamos extrair os melhores aprendizados de todas as situações.

  1. FCA (Fato, Causa, Ações)
  2. LA (Lições Aprendidas)

Aprender com os erros e saber lidar com os imprevistos está se tornando, cada vez mais, uma habilidade importante para os profissionais da atualidade.

O que diferencia um bom profissional no mundo corporativo são as habilidades com que lida com as adversidades que surgem, para que as mesmas não se tornem frequentemente reincidentes, ou seja este profissional identifica o GAP e o estanca através de ações ágeis, na maioria das vezes se a situação se repetir, ele já foi proativo e já tem um plano de ação esquematizado, permitindo redução dos impactos.

Naturalmente quem desenvolve liderança se depara diariamente com situações inusitadas e para aliviar as tensões eu oriento utilizar a técnica do FCA, esta ferramenta permitirá extrair fundamentos permitindo uma boa análise dos problemas.

Vou explicar a aplicabilidade por passos:

FCA é uma ferramenta de ação corretiva que busca entender as raízes dos problemas e para executar a ferramenta, devemos responder duas questões fundamentais: FATO E CAUSA.

O FATO se remete ao problema e a sua identificação. Enquanto a CAUSA, refere-se ao que está causando o problema, especificamente, a causa raiz do problema. Após respondidas essas questões, devemos ir para o terceiro ponto, a AÇÃO. A ação se refere ao plano de ação adotado para cada causa encontrada e tem por objetivo solucioná-la.

Podemos utilizar de questionamentos para buscar as respostas em relação ao fato, como diz Peter Drucker “O líder do passado sabe falar. O líder do futuro sabe perguntar.”

  • Qual foi o problema?
  • Quais foram as causas do problema?
  • Quais as possíveis soluções para o problema?
  • Qual a melhor solução?
  • Quem vai agir? Como? Quando? Onde?

Neste contexto é importante participarem todos os pares envolvidos no problema, desta forma surgirá um brainstorm, que permitirá a identificação assertiva da causa. A partir das respostas já é possível traçar um plano de ação mitigando a ocorrência do fato gerador do problema.

Existe uma ferramenta muito potente que auxilia o desenvolvimento de um plano de ação da forma mais organizada e assertiva, 5W2H, a mesma está disponível anexo ao final desta matéria.

Agora falarei sobre a segunda técnica que é, LIÇÕES APRENDIDAS, ela documenta os impactos dos erros, decisões e ações tomadas, isso com o objetivo de serem repetidas se tiverem bons resultados e evitadas se forem negativas. 

Essa é uma ferramenta que nos possibilita avaliar decisões tomadas com base do FCA,

para desenvolver novos projetos com melhor eficiência, precisamos ser a proativos e eficientes nas ações futuras. As perguntas abaixo nos auxiliarão a maior assertividade, é uma análise das ações corretivas do gargalo identificado. Como cita o cientista

Albert Einstein “Não dá para resolver os problemas pensando da mesma forma que pensamos quando nós os criamos”.

  • Qual foi o problema? 
  • Quais ações foram tomadas? 
  • Qual o sucesso das ações tomadas?
  • O que fazer para que essa situação não ocorra mais?

Estas ferramentas uma vez aplicadas elas se tornam um ciclo e devem ser parte constante da gestão para atingir uma gestão alta performance.

O resultado das lições aprendidas é exatamente o aprendizado necessário, livre de ações puramente emocionais, para executar com maior assertividade o próximo projeto. Ao utilizar essa ferramenta somos forçados a entender a tomada de decisão e seus impactos, isso garante o aprendizado e possibilita a sua utilização no início de outro projeto, transformando os erros em acertos e os imprevistos passados em ações prévias.

A utilização das lições aprendidas com o FCA garante ao executor base suficiente para que os erros não se repitam. Além disso, abre um leque para novos padrões de pensamentos, permitindo que situações, que antes não foram levadas em consideração, sejam visualizadas, assegurando que ações sejam tomadas ou planejadas com antecedência. Dessa forma aumentamos as chances de sucesso e diminuímos os esforços demandados com os problemas que surgem.

Desejo que aplique estas ferramentas e obtenha desenvolvimento profissional e pessoal uma vez que elas se aplicam a todos os tipos de problemas, sucesso a todos.

Desejo que aplique estas ferramentas e obtenha desenvolvimento profissional e pessoal uma vez que elas se aplicam a todos os tipos de problemas, sucesso a todos.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email